Décio Vieira

Pintor, nascido em Petrópolis, Rio de Janeiro, em 1922 . A partir de 1948, estuda com Axl Leskoschek, entrando em contato também com Fayga Ostrower. Em 1952 funda, no Rio de Janeiro, o Grupo Frente, com Lygia Pape, Hélio Oiticica entre outros. Participa do I Salão de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde recebe o Prêmio Aquisição. Expõe com o Grupo Frente no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro na exposição de 1954 . Em 1956-57 participa da I Exposição Nacional de Arte Concreta no Museu de Arte Moderna de São Paulo e Ministério da Educação e Cultura no Rio de Janeiro. Assina o Manifesto Neoconcreto de 1959, participando da primeira exposição do Grupo no MAM-Rio. Apresenta trabalhos na mostra Koncrete Kunst em Zurique, Suíça, em 1960. Seis anos depois, participa da Exposição Neoconcreta no Ministério de Educação e Cultura, Rio de Janeiro. No mesmo ano, expõe no Instituto Brasil-Estados Unidos (IBEU) no Rio de Janeiro. Participa da mostra Projeto Construtivo Brasileiro na Arte: 1950-1962, MAM-Rio e Pinacoteca do Estado em SP, de 1977.Expõe na Galeria Michy, Rio de Janeiro, em 1981 . No ano de 1984 participa da exposição Neoconcretismo: 1959-1961, na Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro e no ano seguinte, participa da mostra Axl Leskoschek e seus alunos - Brasil 1940-1948, na Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro. Expõe pela última vez em vida na Galeira Thomas Cohn, Rio de Janeiro, em 1986. Morre no Rio dois anos depois. Em 1996 tem obras na exposição Tendências Construtivas no Acervo do MAC - USP. Tem obras expostas na Bienal Brasil sèculo XX. Participou da II, III, VI e VIII Bienais Internacionais de São Paulo.

Fonte: Aguilar, Nelson (org.).Catálogo Bienal Brasil Século XX. SP, Fundação Bienal, 1994.