Histórico

Stencil Art Jorge Tavares (JT)

 

Inicia seus trabalhos em 1987, buscando nessa modalidade de Arte uma forma de expressão.

Baseado no pioneiro dos Graffitis brasileiros Alex Vallaury, desenvolve essa técnica do estêncil como Graffiti.

Já no 1º trabalho cria a Técnica do Filó, que consiste em eliminar as pontes (istmos que interligam e sustentam o estêncil), com isso é possível produzir a maioria das imagens do universo gráfico, inclusive fotográfico.

Com essa nova forma de trabalho, foi possível executar o Projeto São Caetano Conta sua História em Graffiti 1989/90 e 1995/96, onde fotos históricas da cidade são levadas à rua em forma de Arte Contemporânea (vide foto em Projetos 1ª Banda musical).

O grande objetivo do trabalho é levar a Arte para o contato das pessoas que não têm acesso aos benefícios criativos das obras artísticas, assim como melhorar os ambientes urbanos.

Nessa trajetória vários projetos são desenvolvidos de forma a dar sustentação a atividade de rua.

O estêncil tem como maior característica a reprodução em série. Baseado nessa premissa, JT gradua-se na Faculdade de Belas Artes de São Paulo no curso de Design em 1995, com o trabalho final sendo “Graffiti – Design – Educação” onde é colocado os diversos estilos de colegas como Alex Vallaury, Maurício Villaça, Hudinilson Jr., Ozéas Duarte entre outros, e inúmeras formas de aplicação dos estênceis tanto em projetos culturais como comerciais, além de novas possibilidades como a reciclagem de materiais e espaços urbanos.

A reciclagem é a forma mais inteligente de se preservar os recursos maravilhosos do nosso pequenino planeta. 

O crescimento das cidades implica na diminuição do meio ambiente natural, assim o estêncil pode ajudar na divulgação de mensagens educativas melhorando o ambiente urbano e criando novas frentes de trabalho, num mundo onde o desemprego é o problema a ser resolvido. Este tema aliás, é tratado em proposta de pós-graduação que está sendo iniciada na Unesp – Universidade Estadual Paulista.

Existe uma certeza que todo esse trabalho visual, objetiva uma transformação no âmbito invisível, ou seja, o Amor, a Harmonia, a Consciência ...O Graffiti brasileiro tem como característica o estêncil por causa de Vallaury e todos os que conviveram com ele: Villaça, Hudinilson Jr., Ozéas Duarte,  Carlos Matuck, Júlio Barreto etc....

Hoje em atelier cria diversas Artes que se baseiam em estênceis.

 Contatos pelos telefones  55 011  4238 - 4916 ou  55 011  6949 - 1739

 

Press - Release - Jorge Luiz Ferreira Tavares - 06.05.66 - S. Caetano do Sul - SP

 

1987 - Ingressa no Graffiti buscando nessa atividade uma forma de expressão. Autodidata, inova nas máscaras introduzindo o filó, criando assim a Técnica Filó, renovando as imagens produzidas nas ruas;

1988 - Detido e processado pela PMSP, quando em homenagem ao aniversário da Cidade;

1989 - Programação Visual  em Graffiti da Escola de Samba Imperiais do Real Parque;

1990 - Projeto São Caetano do Sul Conta Sua História em Graffiti, trabalho realizado em conjunto com           PMSCS, no qual leva-se imagem do Museu, transformadas em Graffitis em tamanho natural, à rua,   alertando e reforçando a cidadania;

·       Câmara Municipal de São Paulo, exposição na Semana de Consciência ecológica com as obras: Estão encurralando o Verde e Pró-Álcool;

·       Arca Azylun - Graffiti Ópera Fake, com estréia no Teatro do Masp, temporada e exposição no Cult Crowne Plaza, onde atuou como Cenógrafo e Ator-Performance;

1991 - I Encontro Nacional de Estudantes de Design e Designers, palestrou sobre o tema: Graffiti - Design -            Educação ?

·       Premiado em São Bernardo do Campo com a obra:  ABC - Passado, Presente e Futuro ?

1992 - Graffiti X Pichação - Sesc Interlagos;

1993 - II Mostra Paulista de Graffiti - MIS Museu da Imagem e do Som;

·       I  Mostra Paulista do ABC - Salão de Exposições do Center Shopping São Bernardo;

1994 - III Mostra Paulista de Graffiti - MIS Museu da Imagem e do Som;

·       Exposição Designers de São Paulo - Metrô Sé;

1995 - Início do Projeto São Caetano Conta Sua História em Graffiti II;

·       Exposição Designers de São Paulo - FIESP - Fed. Inds. Est. São Paulo;

·       Graduado na Faculdade de Belas Artes de São Paulo, como Designer Gráfico                   (Programador Visual), com o tema Graffiti - Design - Educação;

1996 - Renovação de locais urbanos deteriorados, como resultado do Projeto São Caetano do Sul Conta                   Sua História em Graffiti II;

·       Trabalhos comerciais para empresas Antarctica, Visconti e outros;

·       Representante de São Caetano do Sul no Mapa Cultural Paulista, catalogado como um dos 20 melhores trabalhos do Estado de São Paulo;

·       Aplicação de trabalhos de Graffiti em Cerâmica;

1997 - Sesc Pompéia - 10 anos sem Alex Vallauri - 27.03.97;

·       TV Cultura - X Tudo - Programa Educativo sobre os Graffitis e sua importância para o ambiente das cidades;

·       Criação de Máscara do Logotipo da Câmara de Cultura, utilizada na Programação Visual;

1998 - Marlboro Adventure Team  - Projeto de Progr. Visual de Paredes de Alpinismo;

·       Oficina de Arte - Centro de Deficientes Físicos de Sto. André-SP;

·       Palestra sobre Graffiti - Design - Educação, no Colégio Singular em Sto. André;

·       Aplicação de Programação Visual no Shopping Internacional de Guarulhos;

1999 - Secr. Esportes SBC - Programação Visual da Liga de Xadrez;

·   O Dia do Desafio ( The Challenge Day), Programação Visual de quebra-cabeças gigante,  40mx15m,             denominado “Mens Sana in Corpore Sano”;

2000 - Aplicação de Programação Visual, criada por Elifas Andreato, para o Centro Cultural dos Correios - Ministro Sergio Motta;

2001 - Stencil Art na Contemporaneidade - Exposição Unicid - Homenagem a Alex Vallauri;

2002 - Graffitis em Campanha Mike`s Hard Lemonade;

2003 - Curso de Graffiti - Sesc Ipiranga;

·  Aplicação em piso de Trilha de 240 metros - Caminhada;

2004 - Exposição Dia do Graffiti na Ação Educativa;

·  Exposição em comemoração ao dia do Graffiti na Funarte - SP;

·  Criação de imagem alusiva a Elis Regina, instalada no saguão de Teatro em São Bernardo do  Campo;

·  Aplicação de imagem de Itamar Assumpção no Teatro Lauro Gomes em São Bernardo do Campo

·  Aplicação de imagem de Itamar Assumpção em Show das Orquídeas do Brasil, no Teatro Cacilda Becker em São Bernardo do Campo;

Atualmente desenvolve trabalhos com empresas, escolas de arte, galerias, museus e prefeituras afim de levar, a imensa gama de possibilidades de utilização do Graffiti ao público, visando a melhoria dos ambientes urbanos e por conseqüência maior harmonia social.

Jorge Tavares  

 Contatos pelos telefones  55 011  4238 - 4916 ou  55 011  6949 - 1739

 

 

 

Clique aqui para retornar ao menu